Uma viagem ao universo literário de Carlos de Oliveira

Dia 16 de junho, entre Coimbra e a Gândara, no concelho de Cantanhede

A vida e obra de Carlos de Oliveira são o mote para a viagem literária a realizar no próximo sábado, dia 16 de junho, que propõe a descoberta dos percursos do escritor entre os concelhos de Coimbra e de Cantanhede.

Construída a partir da narrativa ficcional e poética do autor de Uma Abelha na Chuva, Finisterra, Casa na Duna, Pequenos Burgueses e Alcateia, a rota temática está estruturada de modo a proporcionar aos participantes a perceção de uma literatura distintiva, através de experiências sensoriais em locais onde viveu ou dão contexto a alguns dos seus livros. Remetem para esse universo os lugares, a paisagem, a gastronomia, o património e a cultura popular gandaresa, referências que haverá oportunidade de desfrutar durante o passeio e que serão sinalizadas pela leitura de trechos literários por elementos da Bonifrates – Cooperativa de Produções Teatrais e Realizações Culturais.

Com um custo de 15 euros e limitadas ao número máximo de 40 pessoas, as inscrições podem ser formalizadas através do email viagensliterarias.pt@gmail.com ou pelo tlm. 964137284.

Antes de ingressar na faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Carlos de Oliveira viveu no concelho de Cantanhede, inicialmente na Camarneira e depois em Febres, onde o seu pai exerceu medicina durante muitos anos, precisamente na casa que é atualmente um equipamento cultural dedicado à dinamização de atividades em torno da vida e obra do escritor.

Autor marcante do neorrealismo português e um dos mais importantes nomes da literatura portuguesa da segunda metade do século passado, Carlos de Oliveira tem a Gândara como universo referencial da sua ficção e de parte substancial da sua poética, região que, segundo alguns especialistas, surge como a raiz, o cerne e a substância do próprio discurso literário e não apenas como simples contexto geográfico da narrativa.

A viagem ao universo literário do escritor insere-se num programa que tem por objetivo a promoção e o intercâmbio entre municípios com referências culturais e patrimoniais comuns, potenciando-as através da inserção em redes de produtos turísticos já estruturadas ou a estruturar. Organizada pela Fila K Cineclube, a iniciativa conta com o apoio do Município de Coimbra e do Município de Cantanhede, da Turismo Centro de Portugal, das freguesias de Cantanhede e Pocariça, Febres, Tocha, S. Caetano e Ançã, da Adega Cooperativa de Cantanhede e da Associação de Moradores da Praia da Tocha.

O percurso começa em Coimbra, na casa da Rua Padre António Vieira onde Carlos de Oliveira viveu durante o tempo de estudante. Aí haverá uma receção aos viajantes e a declamação de poemas do escritor, a que se seguirá uma passagem pela Casa da Escrita, também assinalada com a leitura de um texto, e a visita à antiga sede da revista Vértice, que nas décadas de 40 e 50 teve a colaboração regular do escritor.

A paragem seguinte será já na Casa Carlos de Oliveira, em Febres, para uma Conversa com António Pedro Pita sobre o mote da viagem literária, após o que os participantes viajarão até à Praia da Tocha para partilharem com os pescadores um Almoço Gandarês de sardinha na telha e batatas assadas na areia, experiência que terminará com a recitação de alguns poemas do escritor e a visita ao Centro de Interpretação da Arte Xávega e à Associação de Moradores da Praia da Tocha (AMPT).

A jornada continua no lugar da Criação, na freguesia de S. Caetano, para ver um exemplo do casario gandarês, local onde, além da leitura de textos de Carlos de Oliveira, Nuno Caldeira falará sobre a Geografia e História do Território da Gândara.

No regresso a Coimbra, haverá ainda uma paragem em Ançã, junto ao Forno da Cal, para uma degustação de Bolo de Ançã.