Raul Almeida falou pelos mirenses: “Muito, muito obrigado à vila de Differdange!”

Foram dias emotivos os que uniram as vilas de Mira e de Differdange, esta localizada no pequeno, porém forte, Luxemburgo. A contribuição feita pelos portugueses ali radicados e pelos próprios luxemburgueses demonstra que numa Europa cada vez mais virada para o nacionalismo e o extremismo, há espaço para a verdadeira união dos povos…

Quando uma população que detém uma enorme qualidade de vida se preocupa com aqueles que muito perderam com os incêndios de 2017, como foi o caso de Mira, o espírito que continua base na União Europeia acaba por prevalecer em detrimento de ideais mais ou menos obscuros que pairam no ar.

À “implementação de um projeto de reflorestação” a que o município mirense comprometeu-se, juntou-se Differdange que trouxe uma pequena comitiva para ajudar na plantação de novas árvores e contribuir num momento que foi e, ainda o é, de angústia para os que por tudo aquilo passaram.

Ainda há, assume a própria Câmara Municipal, muito por fazer, sendo isto um motivo de “angústia” para quem dirige os destinos do município. Por isso, a colaboração e a preciosa ajuda vinda do Luxemburgo, é muito bem-vinda!

Como disse o próprio Prefeito de DifferdangeRoberto Traversini“56% dos residentes do nosso pequeno país não são luxemburgueses. Muitos outros países vieram para o Luxemburgo para fazê-lo crescer: um deles foi Portugal e… em grande parte, mirenses!”. Para o mais alto representante daquela localidade, “é nosso dever sermos solidários e contribuirmos com os outros, em momentos difíceis como o que Mira viveu. Nossos jovens são convidados a trabalhar com solidariedade” e, desta forma, cá estiveram eles por quatro dias intensos, acrescentando à reportagem do Jornal Mira Online, que a localidade ofereceu-se para ajudar “outras quatro ou cinco cidades, mas… nenhuma delas respondeu aos contatos de Differdange!”

Raul Almeida, em seu discurso, fez questão de afirmar-se como um “europeísta convicto e alguém que acredita que este ato demonstra, ainda mais, que os laços estão unidos e mantêm-se por muitos cantos da Europa”. O autarca também quis deixar uma palavra de apreço “aos nossos concidadãos que lá estão, fazendo pelas suas vidas” não querendo deixar cair no esquecimento o “orgulho” de ver todos os que emigraram e seus descendentes contribuírem de forma decisiva com o crescimento do Luxemburgo.

Foi, ainda, celebrado um protocolo de cooperação entre as duas localidades que terá, possivelmente, como uma das suas primeiras visibilidades a presença de uma Marcha de Differdange em Mira, no ano de 2019, aquando da realização das Marchas Populares do Concelho. O repto foi deixado pelo edil mirense e foi muito bem acolhido pelo prefeito daquela vila e por todos os presentes no Salão Nobre da Câmara Municipal de Mira, onde ocorreu a recepção aos visitantes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Jornal Mira Online