Quem tem “Ultras” tem meio jogo ganho!

O Domus Nostra recebeu e venceu o Gândaras por esclarecedores 5-1, mas quem brilhou mesmo, estava na bancada!

Se com a bola a rolar, o Domus Nostra não precisou colocar o pé no acelerador para levar de vencida à guerreira equipa do Gândaras, já no que se refere à claque, esta sim deu um banho de bola. Pode-se procurar em todo o lado, nos distritais e, quiçá, em muitos lugares onde se joga futsal a nível nacional, mas é difícil encontrar uma massa adepta como a que o Domus Nostra tem!

Imparáveis no grito, no bater do instrumento musical, na arte de pular de um lado para o outro, eles são o sexto, o sétimo e o décimo quinto jogador de uma equipa que, dentro das suas limitações, é fortíssima candidata a subir novamente aos nacionais.

Prova disto, foi o desempenho dos jogadores que jogam sob o comando de Cláudio Cruz: jogaram o suficiente para ganharem o jogo já na primeira parte, a pouparem-se na segunda, pensando no encontro de sábado próximo para a Taça de Portugal.

Vitória mais que merecida de uma equipa que, se tivesse jogado o tempo todo ao ritmo dos primeiros 20 minutos, acabaria por ter dado uma goleada das antigas!

Este slideshow necessita de JavaScript.

DADOS DO ENCONTRO:

Domus Nostra 5 x 1 Gândaras (ao intervalo, 4×1)

DOMUS: Jorge, Rafa, Kevin, David Nicolau, Brian, Tiago Bastos, Ruben, Zezito, Jordan, João Pedro, Marquito e Cristiano

Treinador: Cláudio Cruz

GÂNDARAS: Lício, Bruno Coelho, Eduardo, David, Carlos Monteiro, Tiago, Paulo Seco, Luís e João

Treinadores: João Moreira e Patrícia Simões (adjunta)

ARBITRAGEM: Daniela Medina (Principal), João Cunha (Segundo) e António Henriques (cronometrista)

 

Jornal Mira Online