Muitas emoções e muito “Sabor a Timor”…

 

“O bom filho à casa torna”, diz o provérbio.

Luís Simões, conceituado chef que reside e trabalha há 5 anos em Timor Leste, mas que é um cidadão que nunca esquece as suas raízes, veio à Praia de Mira, mais precisamente no Museu Etnográfico e Posto de Turismo da Praia de Mira para lançar o seu segundo livro dedicado à cozinha daquele país que nunca foi deixado para atrás pelos portugueses, ao longo dos séculos.

Daquele jovem que, ao viver junto da sua segunda família… a Obra de Frei Gil dizia não querer ir para a faculdade “porque queria ser cozinheiro” até ao conceituado chef que é hoje (e, sim, ele não somente foi para a Faculdade – por insistência de umas quantas pessoas – como hoje é mestre naquilo que faz) até os dias atuais, muita coisa se modificou. Só não mudou a sua forma humilde e amiga perante a vida e as pessoas!

Luís Simões admite, entre lágrimas, que tanto a sua família verdadeira como a adotada” desde quando esteve na Obra do Frei Gil, são o seu suporte e fazem parte da sua razão de viver. Emocionado (ele e toda a sala repleta de amigos e familiares que quiseram abraçá-lo) o autor do livro muito bem escrito e documentado e que conta com o prefácio de, nada mais, nada menos que Xanana Gusmão, passou em revista com algumas pessoas que lhe são muito caras, um pouco da sua juventude, do seu percurso de vida e contou à plateia o enorme trabalho que deu fazer este livro em pouco mais de meio ano.

Quem folheia as muitas páginas deste livro, escrito em português e em tétum, a língua oficial de Timor Leste, percebe bem que, para além da enorme criatividade do chef, também há uma grande atenção aos detalhes e encontra, também nele, uma qualidade “que a todos os que fizeram ou fazem parte da Obra do Frei Gil“, só deve orgulhar!

Ver jovens com problema de estruturação familiar tornarem-se alguém na vida é, por demais, um grande motivo de júbilo. Mas, vê-los alcançar um patamar ainda mais elevado que as expectativas criadas, como é o caso, é um motivo ainda maior de alegria e um potenciador de energia para o futuro de quem trabalha com tantos rapazes na mesma situação.

Luís Simões é um rapaz simples, humilde, trabalhador incansável. Para além disto, é um escritor de mão cheia. E, mais ainda, é um ser humano agradecido a todos os que lhe cruzam o caminho e influenciam a sua existência. Senão, vejamos: quando questionado pelo Jornal Mira Online sobre “quantas pessoas cabem dentro deste livro?”, a resposta foi a de que são “todas as pessoas do meu percurso académico, todas as pessoas da minha querida Praia de Mira, para além dos meus muitos amigos e dos meus familiares!”

Mais palavras para quê?

 

Jornal Mira Online

 

Imagens em fotografias:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Imagens em vídeos: