Luís Monteiro: Para ele a vida é sempre a correr!

Luís Monteiro é um mirense ativo: empresário de sucesso ligado ao ramo automóvel, tem como passatempo, o desporto, seja ele de duas ou de quatro rodas…

Em mais uma descoberta na sua sempre incessante busca de mais adrenalinaLuís Monteiro encontrou no Kartcross uma modalidade onde pode colocar em prática, aos 41 anos de idade, toda a maturidade conquistada ao longo de muitos anos de carreira automobilística.

Falando à reportagem do Jornal Mira Online, Luís Monteiro deixou pistas daquilo que lhe vai na alma, para os próximos tempos competitivos.

“O que ambiciono? – risos – para dizer a verdade, pretendo terminar a próxima prova, uma vez que nas duas anteriores em Sever do Vouga e em Baltar, estava em sexto lugar e em terceiro, quando a sorte não quis nada comigo… o carro parou na última volta nas duas vezes, sendo que em Baltar, faltavam-nos… 50 metros para cruzar a linha da meta e subir ao pódio!”

Sempre sorridente, apesar dos percalços anteriores, Luís Monteiro admite que “a frustração tremenda daquelas duas vezes” até pode pesar no sub-consciente, mas… nunca durante a prova deste fim de semana, que acontecerá novamente em Sever do Vouga. Quando ela começar, garante, “qualquer receio que possa existir acabará dando lugar às manobras e às ultrapassagens pois, estas sim, são importantes no tempo em que dura uma prova!”.

Confessando-se “ainda um aprendiz nesta categoria”, o experiente corredor mirense conhece muito bem as limitações iniciais pelas quais ele e a sua equipa estão a passar, dado somente agora estarem a habituar-se a um tipo de veículo “que nada tem a haver com os carros”. Considerando absolutamente normal a fase de aprendizagem tanto a nível mecânico como a nível de pilotagem, Luís Monteiro refere como fundamental “uma excelente preparação física, principalmente a nível de braços” para que os resultados acabem por acontecer de forma natural, conforme é esperado por ele e pela sua equipa.

Aliás, quem conhece Luís Monteiro sabe bem que ele não entrou nesta nova fase competitiva por desporto. Ele, como sempre o fez, tem planos para outros voos. Quando questionado se pensa em chegar no lugar mais alto do Campeonato, responde com o mesmo a vontade com que iniciou a entrevista: “quem sabe daqui a uns dois anos?” Com ele é assim: ou vai a luta para alcançar o topo ou fica a ver de camarote! 

Luís Monteiro recebe o sempre importante apoio familiar (a esposa, Sónia Andrade lá estava na entrevista, para mostrar que pode contar sempre com ela) para poder continuar na sua busca por classificações dignas e pontuações necessárias. Ele, que garante ainda “nem pensar em pendurar as luvas” vai procurar, em Sever do Vouga, nestes Sábado e Domingo, diminuir ainda mais o (já pequeno) fosso que o separa dos renomados competidores do Kartcross, e que ninguém duvide deste homem da Gândara que tem o sangue sempre a correr nas veias!

Ele tem a convicção de que irá chegar lá, nos seus objetivos. Ele é Luís Monteiro. Ele não é homem de se deixar abater. Quem sabe não seja já neste fim de semana, que ele consiga estar a 50 metros da linha de chegada, a acelerar ainda mais rumo à vitória?

Jornal Mira Online

Este slideshow necessita de JavaScript.