ACCM quer “dar luz” às noites do Crossodromo no Seixo!

Este é mais um passo dado rumo a um objetivo traçado desde há muito tempo: trazer uma competição nacional para Mira!

A ACCM – Associação Cicloturista do Cabeço de Mira é uma coletividade que procura estar sempre em movimento e, nesta linha de atuação tem procurado criar condições para superar-se a si própria nos eventos que realiza, para além de criar condições para a implementação de novas ideias, que consolidem ainda mais a vitalidade da coletividade

Jornal Mira Online conversou com Luís Monteiro, Presidente da ACCM, para conhecer deste, o que levou a que ele e sua equipa diretiva, tivessem começado, na tarde de sábado, a preparar a colocação de energia elétrica no espaço do Crossódromo, situado na Freguesia do Seixo.

Luís Monteiro assumiu à reportagem que “é um objetivo traçado desde há seis ou sete anos, o de iluminarmos o Crossódromo” para que aquele equipamento desportivo do Concelho possa receber “competições motorizadas noturnas”.

Concordando ser “um desafio enorme”, a vontade que a ACCM possui, de “realizar uma prova para o Campeonato Nacional de Super Cross”, nem por isso Monteiro e seus pares se deixam abater pelas grandes dificuldades que vão aparecendo pelo caminho, para uma Associação de uma pequena e pacata aldeia de um pequeno Concelho. Antes pelo contrário, este desafio é algo que agora, mais concretamente, tem um prazo de até dois anos, para se transformar numa realidade que irá preencher ainda mais, o já vasto palmarés de conquistas de uma Diretoria que não tem mãos a medir… e, que nem um ano atípico como este, é capaz de parar!

Já em conversações, há bastante tempo, com a Federação no sentido de tornar possível o evento, a ACCM conta, desde já, com o apoio inestimável da Junta de Freguesia do Seixo e conta também, poder receber o sempre necessário apoio institucional da Câmara Municipal e também, os de Empresas da região que queiram emprestar seus importantes nomes a uma prova que levará (mais uma vez) bem longe o nome da terra e de quem os apoiar!

Confidenciando ser um “orçamento bastante elevado para os padrões com que costumamos trabalhar”, Luís Monteiro calcula que os valores da organização de uma prova como esta, rondará os “catorze, quinze mil euros” e espera consegui-los através dos apoios que procurarão conquistar, para além de “entrar um pouco nos fundos da Associação”… tudo em nome de mais um objetivo que pretendem ver “realizado da melhor maneira que esta casa consegue fazer: com amor à causa e uma organização exemplar que, no final, possam encher de orgulho à nossa Associação e a população de Mira!”

Agora, é aguardar por mais novidades e esperar que o barulho ensurdecedor das máquinas se faça ouvir pela noite dentro, num dia que, espera-se, não leve muito tempo a chegar…

Este slideshow necessita de JavaScript.

Francisco Ferra / Jornal Mira Online

Imagens cedidas gentilmente por Luís Monteiro