A Filarmónica Ressurreição de Mira sonhou, ousou e concretizou!

Entre um Masterclass a um Concerto de excelente nível passou-se somente uma semana. Foi mesmo a isto que se propôs a Filarmónica Ressurreição de Mira quando convidou o Maestro Douglas Bostock

Nascido na Grã Bretanha em 1955, o Maestro que partilhou seus enormes conhecimentos técnicos com 50 músicos e 11 Maestros de diversas partes do país, da Europa e até da Ásia, deixou atrás de si uma legião de pessoas que saíram mais ricas tecnicamente falando, do que, quando chegaram a Mira.

Jornal Mira Online, parceiro da FRM na área cultural, falou com algumas pessoas que estiveram ligadas ao evento durante toda a semana. Melhor impressão sobre o trabalho desenvolvido, impossível…

Jonas Danuser (Suíça), Daniel Yiau (Singapura) e Renato Tomás, todos Maestros foram unânimes na apreciação do trabalho de Douglas Bostock: “esta tem sido uma excelente oportunidade para todos nós, de podermos crescer musicalmente! os ensaios, para além da exigência que o Maestro imprime ao trabalho, têm sido, também, uma demonstração de que é possível colocar o profissionalismo lado a lado com um “a vontade” que nos permite fazer o que é pedido de uma forma mais “solta”, mais leve…”, disseram.

Quanto a Filipe Cerqueira, pianista, assumiu que o facto de ter sido convidado pelo Maestro da FRM, Rúben Henriques, foi decisivo para aceitar participar… “e o fiz, em boa hora!”. Vindo de Ermesinde, na região do Porto, Filipe garantiu ter “aprendido imenso, estando atento a todos os pormenores. Quem, como eu, deseja tocar com os melhores músicos nacionais, tem de estar sempre a aprender com quem muito tem para ensinar. Douglas Bostock é, nesta perspectiva, um grande exemplo a ser seguido. Aprendi muito só a olhar para ele durante estes dias…”

Quanto ao Concerto, realizado no dia 31 de Março no Centro de Artes de Águeda, não existirão muitas palavras que definam a qualidade das peças apresentadas ou da incrível sintonia entre o Maestro e os seus músicos em palco. Foram cerca de 2 horas de beleza plástica e musical, onde até o mais leigo conseguiu perceber que havia, ali, muito do trabalho realizado durante 6 horas por dia entre segunda e sexta-feira!

Tocar para cerca de 100 pessoas presentes sob a batuta daquele Maestro foi, certamente, uma experiência inolvidável para todos aqueles músicos. Como prova, ficam imagens fotográficas e em vídeo: acredite que valerá mesmo a pena estar atento!

Jornal Mira Online parabeniza todos os intervenientes: os que organizaram o Masterclass, os que estiveram nos bastidores e, principalmente, todos os músicos que beberam do enorme conhecimento artístico de um Maestro que, pela simpatia, simplicidade e talento, a todos conquistou…

Mira Online

Este slideshow necessita de JavaScript.